Ser ou não ser gay? – A Gênese

3 06 2009

Sex Fairy

Por que você virou gay?” Com certeza essa é uma das piores perguntas que alguém pode me fazer. No mínimo vou pensar que a pessoa é ignorante (e eu não sou muito fã de ignorantes).

PORRA! Eu virei gay por causa da Fada da Sexualidade! Assim como acontece com todo mundo, quando eu era criança ela apareceu pra mim e me perguntou se eu queria ser heterossexual ou homossexual. Na época, eu achei melhor ser homossexual. Na verdade, ela apareceu muito cedo pra mim… Eu era muito inocente e não sabia o que esses “termos técnicos” significavam. Logo que ela entrou no meu quarto eu até achei que ela fosse a Fada do Dente (que nunca apareceu pra mim), mas ela me explicou que era de uma empresa diferente. Ela foi bastante gentil quando eu perguntei qual era a diferença entre um heterossexual e um homossexual e me respondeu: “Existem poucas diferenças entre as duas opções, mas ser homossexual é um pouco mais difícil em alguns aspectos“.

Isso era tudo o que eu precisava saber! Não sei como a Fada do Dente recompensava vocês, mas a mim ela recompensava com dinheiro. E, quanto mais difícil de se tirar um dente, melhor era a remuneração por ele. Se ser homossexual era mais difícil, a remuneração certamente seria melhor, afinal, no mundo das fadas as coisas deveriam funcionar assim… Deveriam…

Mas só depois de muitos anos descobri que a empresa da Fada da Sexualidade era uma empresa que não remunerava ninguém. Entrei com uma ação contra ela, mas não consegui indenização. Alegaram que essas escolhas são de caráter irrevogável. Mesmo assim foram obrigados a me conceder “atração sexual por loiras peitudas” porque foi comprovado que a Fada que me atendeu era nova na empresa e por isso poderia não ter sido suficientemente clara na descrição do produto oferecido.

Então, não me encarem como pervertido, sou só mais uma vítima do mundo lúdico…

Anúncios