Ser ou não ser macho?

31 03 2010

O ócio, ah, o ócio… Quando a folga é demais você se pega fazendo coisas que não imagina. E no meu tempo ocioso ando assistindo muita TV aberta. Já sei quase tudo sobre os personagens das novelas da Globo, estou impressionado com a baixa qualidade da programação do SBT, não abro mão de ver o Shoptime e estou gostando muito do Record News. Mas, o que me pegou de jeito mesmo foi o BBB 10. Nunca tinha acompanhado o programa como acompanhei desta vez e espero nunca mais fazê-lo.

Os participantes de quem eu mais gostava foram saindo um a um logo no início do programa e, na minha cabeça, a dúvida que me atormentava: Por que Marcelo Dourado era tão querido pelo público? Um amigo me respondeu que “em um Big Brother cheio de bichas o modelo de macho inevitavelmente acabou se destacando”. E que modelo de macho, hein!! Grosso, estúpido, sem muita noção de etiqueta e boas maneiras. Mas até aí tudo bem, eu até poderia engolir que um cara assim fosse o queridinho do público se tivesse outros atributos. O que eu não entendi e acho que não quero entender foram outras coisas… E vamos numerá-las:

1) A tatuagem com suásticas: sobre isso ele afirmou que é um símbolo milenar que pode ter diversos significados e blá, blá, blá. Em 1930 ele poderia ter dito isso! Hoje esse símbolo significa racismo, anti-semitismo, campos de concentração, perseguições, torturas, assassinatos horrendos, enfim, o símbolo continua tendo vários significados, mas nenhum que lembre algo de bom para uma sociedade.

2 )”Homem hétero não pega AIDS”. Essa pegou mal mesmo, teve uma pitada de homofobia sim, mas nada que merecesse destaque, o imperdoável foi a ignorância da pessoa. Com mais de duas décadas de campanhas de prevenção e esforço para fazer as pessoas entenderem que precisam se cuidar, o indivíduo sai com uma dessas? No entanto, o que mais me chamou a atenção foi algo que ele disse logo em seguida: 

3) “Eu não uso camisinha com as minhas namoradas e ninguém vai me fazer mudar isso”. Helloooôôwwww!!!?? Como assim? Nem suas parceiras fariam você “mudar isso”? Suas namoradas aceitam passivamente seus mandos e desmandos na cama? Seus mandos e desmandos sobre as mulheres se limitam somente ao sexo?

E esse cara é o novo ídolo nacional, a nova referência para muitas pessoas, o modelo que muitas crianças vão seguir.

Pelo menos foi bom pra eu voltar à realidade. Quando a gente fica vendo muitos seriados a gente quase acredita que o mundo é como em Will & Grace e as pessoas podem viver felizes do jeito que são.

Talvez Marcelo Dourado não seja homofóbico, mas grande parte de sua torcida certamente é (as ameaças a Dicésar provam isso). Talvez ele respeite suas parceiras, mas com certeza muitas das mulheres que pra ele torceram não fazem muita questão de serem respeitadas por seus parceiros. Talvez ele deseje viver em uma sociedade onde todos se respeitam, mas algo me diz que não é isso que grande parte de sua torcida deseja. E, quando falamos de sua torcida, falamos de quase 100 milhões de pessoas…

Definitivamente: continuo no armário. E desta vez me certificarei de que está bem trancado!

Anúncios

Ações

Information

4 responses

1 04 2010
tatyseixas

É Leo, to achando que vc lê mentes… sério, isso tá ficando bizarro! Quando assisti a final do Big Brother 10 e o discurso do Bial na coroação do Dourado, fiquei com a sensação de: ‘Tá querendo enganar quem com essa fala de que ele não é preconceituoso?’.

Eu apenas esqueci que BBB é formador de opinião e é capaz de ‘enganar’ todo o povo brasileiro… Acredite ou não, as pessoas não acham ele homofóbico, machista, ignorante e intolerante. Acham ele sincero e autêntico.

Pra você ter uma ideia, além de gritos, aplausos e comemorações, teve gente que ouviu fogos quando o Bial anuncioyu o vencedor…

Isso é o Brasil, meus amigos!

2 04 2010
Psico_Jr

O problema é que, nesse momento a torcida por Dourado, independente de ser a favor de um ídolo ou não, é mais do que qualquer coisa, uma atitude generalizada de uma grande camada social tentando impedir os gays
de mostrarem a sua cara… eu penso… ser hétero é isso? Ser bruto, ignorante, bater no peito e dizer “Sou hétero, sou sincero”. Ser sincero é gritar sua homofobia? É ofender todos os homossexuais em rede nacional? (Um cara que coleciona absurdos, tais como dizer que: “homens héteros não transmitem o vírus HIV, só gays”, e que, “bateria numa lésbica que viesse paquerar sua mulher”.)
Mas, infelizmente, independente do que pensamos ou não sobre o Dourado, ele já virou um ícone, e um símbolo de tudo aquilo que não desejamos. Uma comoção social contra a diversidade. Termino com uma frase de Clarice Lispector, que representa, acredito eu, a realidade desse país em relação a esse tema:
“Toda a minha luta fraudulenta vinha de eu não querer assumir a promessa que se cumpre: eu não queria a realidade. “

10 04 2010
Lara

Ahhhhhhhh!!!!!!!

Que bom que encontrei pelo menos uma, entre tantas que já tive o desprazer de ler, que não dizia o quão sincero e perfeito o Dourado é!!!!

Assim como você acabei caindo na rede do BBB, não por gostar, mas quase como um vício, a força principal que me fazia deixar a TV ligada era a espectativa de que o Dourado pudesse sair, mas, azar o meu, quem saiam eram as pessoas para quem eu torcia, e quem acabava ficando era sempre o mesmo, o queridinho do público.
O que as pessoas viram nele eu sinceramente ainda procuro respostas….

Na minha humilde opnião, ele foi homofóbico, em muitas atitudes dele, além de ser machista, o que ,diga-se de passagem, deveria pelo menos ter sido um pouco notado….

Mas…..

Depois desta enquete sobre a mentalidade do brasileiro, acho que vou colocar um cadeado na porta do meu armário….

té mais,
parabéns pelo post, e pelo blog!

Lara

14 04 2010
Leonardo

Taty, realmente eu achava ele sincero e autêntico. Ele não escondeu o que ele é e justamente por isso eu não consigo engolir que ele tenha sido tão aclamado. É mais ou menos o que o Psico falou, ser sincero é fazer o que ele fez?
Psico, tb acho que foi uma baita reação tentando impedir que homossexuais gritem por seus direitos mas, se por um lado me senti ofendido por tudo o que vi, por outro, acho que despertou em mim uma consciência de que ficar escondido no meu canto sem fazer nada não é a melhor atitude. Gostando ou não, eu faço parte desse grupo e, de alguma forma, acho que tá na hora de começar a fazer algo.
Lara, minha grande dúvida é justamente essa: como o machismo tão gritante não foi notado? Como não foi comentado? Sinceramente, eu achei que o Brasil estava mais avançado no que diz respeito à igualdade entre homens e mulheres…
Abraços e obrigado pelos comentários!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s




%d blogueiros gostam disto: