Coluna ‘Enfim, sós’ – Uma vez Flamengo, sempre flamengo?

28 08 2009

Flamenguista doenteNo meu último post, falei o quanto me incomodava conviver com algumas raças de seres vivos, entre eles, os ‘fanáticos’ de todas as variações. Acabei me alongando ao descrever a espécie ‘fanaticus religiosus sp’ e acabei por negligenciar a variação que mais afeta a minha vida: o ‘fanaticus poresportis sp’, mais especificamente a sub-raça ‘ogrus flamenguistas’.

Na verdade, eu tenho uma teoria que o cromossomo Y carrega consigo alguns genes tipicamente masculinos, como o da palhaçada, do machismo, da preguiça, da bagunça e, é claro, o do fanatismo por esporte. É evidente que esses genes podem ser recessivos ou dominantes, depende muito de como são estimulados no decorrer da vida.

Acontece que a sub-raça ‘ogrus flamenguistas’ traz consigo a forma mais dominante do gene do fanatismo por esporte. E adivinhem, amiguinhos voyeres?! Meu marido Ogro sofre desse grave problema genético.

Vocês não têm idéia o quanto eu sofro com isso! Morro de medo de passar esses genes adiante, imagina se meu filho Ogrinho nascer com esse problema?! Tem noção que minha casa vai se tornar um pântano vermelho e preto? Cruzes Credo, Deus me livre, Isola!!!

Mas voltando ao meu atual martírio, as crises de fanatismo são tão grandes que eu to até com medo de tomar ódio do meu ‘póprio’ time, o flamengo. Pra vocês terem uma ideia da gravidade dessa doença, vou contar sobre a primeira crise acontecida em público: a final da taça Guanabara – flamengo x botafogo.

Estávamos passeando na Lagoa Rodrigo de Freitas com alguns amigos, minha filhinha canina, minha mãe e minha sogrinha, quando notei a inquietação do meu Ogrinho. Ele olhava o relógio muito aflito e não sossegou até pararmos em um quiosque para esperar o jogo começar. Todos estávamos rindo e curtindo a tarde, quando meus amigos notaram que o botafogo tinha feito dois gols em cima do flamengo. Daí, danou-se! Sacanearam o Ogro o que podiam e o que não podiam. O mais surpreendente pra mim foi vê-lo quietinho, sem nada responder.

Pois bem, um tempinho depois, todo mundo estava mais bêbado e tinha esquecido totalmente do jogo, quando o flamengo conseguiu, magicamente, dar uma coça no botafogo. A cena que descreverei a seguir é forte e chocou todos os presentes não só na mesa, ou no quiosque, mas chegou também a parar alguns corredores, dois velhinhos que tomavam picolé, fez a nossa filhinha canina uivar e duas criancinhas chorarem. Eis a seqüência de atos do Ogro:

– Urrou: É gol, porra!
– Chutou a cadeira que estava na sua frente
– Socou peito três vezes
– Mostrou os dentes

– Derrubou as latinhas vazias da mesa
– Socou o peito de novo

– Grunhiu
– E ameaçou nossos amigos:
Fala agora, porra! Fala agora!

O que eu fiz? Perdoei lógico, afinal de contas, é patológico, tadinho!

Anúncios

Ações

Information

7 responses

28 08 2009
Amanda

Que chilique, heim?!!! Hahahaha! Mt engraçado esse ogro! Ele é do tipo que chora quando o flamengo perde tbm? Ja tive um assim, ninguém merece!

28 08 2009
Tulin

é uma espécie de herança genética que afeta mtos de nós… em mim o gene é meio, como se diz, sem-vergonha… é capaz de ser fanático somente nos momentos de ascensão. hehehe

ah, o meu gene é azul e branco, mas somente agora está saindo do vermelho.

Beijosss!

P.S.: Chorar é demais neh Mandita?! Rir mto sim, isso pode!

28 08 2009
tatyseixas

Pois é, miguinho! Isso é o que eu tenho de enfrentar todas quartas-feiras e domingos. To ficando com raiva do meu próprio time!

Ainda bem que vc, Tulinho, sofre em menor grau dessa patologia que aflige a maioria dos homens. Continue assim que sua namorada vai agradecer!!! =P

Bjins venenosos!

28 08 2009
tatyseixas

Mandita, chorar eu nunca vi. Aliás, esse é tema de outro post ‘Ogros não choram’. Mas ele fica extremamente puto quando o flamengo perde. Não dá nem pra falar com ele sem levar patada, acredita? É patologia, num tem jeito!

Bjs e esse findi tem surpresa na caixa de email!!! =)

28 08 2009
Leonardo

Acho que sou heterozigoto… Corinthians ganhando ou perdendo meu humor não altera muito… Mas não perco um jogo da seleção de vôlei. E nesses jogos eu me permito fazer cachorra uivar, criança chorar e velhinho parar pra ver o que tá acontecendo. Pena que não posso ameaçar os amigos que estão perto porque a torcida deles é a mesma que a minha… Um dia talvez…
E só pra constar: surpresa na caixa de e-mail da Amanda, né? ¬¬
Beijo!

28 08 2009
tatyseixas

Leozinho meu amor… Vcs dois são meus amiguinhos virtuais. Dona Mandita mora em Paris! Se eu escrevo pra um, acabo escrevendo pro outro tb, oras. Qq dia desses eu envio o email copiando os dois! Hehehe.

Bjos para meus três amores: leozinho venenoso, Tulin minerinho e Amanda Cretina! =P

29 08 2009
Amanda Cretina

Oba, Tati maionese!!!!
Vou esperar viu? Nada de propaganda enganosa!!!
Beijos

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s




%d blogueiros gostam disto: